sábado, 21 de fevereiro de 2009

Deu Hauly na enquete

A enquete feita pelo Rabisco Londrinense, deu Hauly com 55%.
Perguntamos em quem o eleitor irá votar no dia 29/03, não tivemos tanta surpresa.

Foram 34 votos, 19 pessoas (55%) disseram que votarão em Hauly, pois é o único jeito de ferrar com a quadrilha que tenta se instalar novamente na prefeitura, 9 (26%) votarão em Barbosa, admitindo que estão dispostos mesmo em votar no menino belinatista, 4 (11%) irão anular o voto, pois "keriam o queridu Tio Bila prefeitu da noça cidadi", já 2 (5%) pessoas nem sabem do que nós estamos falando.

Um comentário:

Carlos disse...

DÁ PARA CONFIAR NO IBOPE?

Toda vez que vejo uma pesquisa eleitoral fico com um pé atrás!

Dá para confiar cegamente nestes Institutos de pesquisas.

Acredito que não, pois os “erros” que já aconteceram, inclusive aqui em Londrina, não são poucos.

“Errados ou certos” os resultados das pesquisas acabam por induzir o eleitorado a uma determinada “tendência” na hora de votação, o que é um perigo para a democracia.

Os que não têm uma visão clara do processo político em andamento, induzidos por números e porcentagens não tão confiáveis, acabam por seguir uma pretensa maioria. Estes tipos de atitude muitas vezes os levam a escolherem nem sempre o que seria o melhor candidato do ponto de vista da honestidade, da capacidade gerencial, da relação democrática com o conjunto social, etc., e depois não podem mais se arrependerem e voltar atrás.

O IBOPE, que já “não acertou” tantas vezes nas eleições por todo o país, errou feio no primeiro turno da eleição aqui em Londrina. Ele colocou o Hauly com 10% a poucos dias da eleição e com 13% a menos que o segundo colocado Homero Barbosa Neto.

No dia da eleição tivemos a surpresa de ver o Luiz Carlos Hauly como segundo colocado ir disputar o outro turno com o Belinati, pois em vez dos 10% que o IBOPE apontava ele teve 23% dos votos e o Barbosa, que cantou a vitória com antecipação, humilhado pelas urnas, ir para casa.

Saiu à nova pesquisa do IBOPE e na minha cabeça fica a indagação se poderemos confiar nela?

Acredito que não, pois o grave precedente ocorrido no primeiro turno nos mostra que este Instituto não é confiável!

Nesta nova pesquisa o Barbosa aparece com 39% das intenções de voto e o Hauly com 32% das intenções, e a margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, o que aponta que os candidatos estão tecnicamente empatados.
Eu não acredito, pois o Hauly já ganhou do Barbosa no primeiro turno e deixou de ganhar para a candidatura ilegal do Belinati no segundo por menos de 2% dos votos, o que indica que não devo acreditar nestes números apresentados pelo “falho” Instituto de pesquisa quando este aponta para resultados que ferem a lógica do que aconteceu nos turnos anteriores.

Outra questão apontada pela pesquisa e que eu discordo são os números do total de indecisos, já que o IBOPE diz que eles seriam 28%, o que representa de forma aproximada 85.000 eleitores, sendo um número muito alto para uma disputa tão polarizada, pois estamos vivenciando o terceiro turno das eleições.

Será que está margem tão grande de indecisos não é uma forma do IBOPE mais para frente em uma manobra poder deixar os números próximos da realidade, assim evitando o desgaste que já teve ao apontar o Barbosa como o segundo colocado no primeiro turno e as urnas, que foram favoráveis ao Hauly, o desmentiu e desmascarou?


Outra questão que me intriga e coloca o IBOPE mais uma vez sob a minha suspeição é aritmética, pois os dados da pesquisa dizem que o Barbosa está com 39%, que o Hauly está com 32%, que os indecisos são 9% e que os nulos e brancos somam 19%, o que dá na soma total 99% e não 100%. Nos resta a pergunta sobre aonde o IBOPE colocou o 1% que falta para interar os 100%?

Será que mais uma vez tentam nos enganar?