sábado, 9 de maio de 2009

Aos maconheiros de plantão

Seria promovida hoje na capital curitibana, a chamada "Marcha da Maconha", já realizada em outros estados brasileiros por adptos ao uso da droga, se dizem uma entidade que manifesta em prol da liberação da maconha no Brasil (veja o site). Porém um juiz da Vara de Inquéritos Policiais de Curitiba suspendeu a tal Marcha alegando que era uma apologia ao uso de drogas no Brasil.

A tal discussão sobre a liberação da maconha já evidente no País e tem dividido opiniões. Muitos tem lutado a favor, enquanto outros ainda acham que a melhor opção é criminalização da droga.
Essa discussão aumentou depois que o ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, um dos representantes da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia, juntamente com outros ex-presidentes latino-americanos, apresentaram opções para o combate do tráfico de drogas na América Latina.
Uma dessas opções é a descriminalização da droga, ou seja, a liberação da maconha, a comissão propôs também que a repressão aumente ao crime organizado, que o consumo seja reduzido com informação, políticas públicas contrarias ao uso da droga, prevenção, e que o problemas do uso das drogas seja tratado como uma questão de saúde pública.

Essa discussão é muito complexa, porém, devemos lembrar que álcool e cigarro também são considerados Droga. São as chamadas drogas licitas, ou seja, liberadas para uso. Talvez a liberação da maconha possa diminuir o tráfico, e investindo em políticas de prevenção se tornar uma droga licita, afinal, a enorme corrupção instalada em nosso país só faz com que o tráfico de drogas aumente e se torne incontrolável, por outro lado, poderemos ter muito mais dependentes químicos, aumentando assim o roubo para satisfazer o consumo.

Como disse antes, é uma discussão interessante e importante, onde os prós e contras devem ser levados em conscideração e analizados com muita responsabilidade.

De qualquer forma, os maconheiros de Curitiba não poderão se manifestar hoje.


2 comentários:

Khaell TFA disse...

existe muita jogada politica por tras, empresas de tecido, politicos, e até empresas de cigarro... Se um dia for liberar acho q vai demorar, e ta bom assim abraço arthur!

Dwu disse...

Bom,enquanto ficar doidão fumando maconha não se torna lícito,vamos continuar enchendo o cú de cigarro e alcool.Por que enquanto enquanto uma substância que tire a pessoa do seu estado de consciêcia normal tem o uso criminalizado,outra substância que causa o mesmo efeito ou até pior é legalizada?
Qual o critério que usam para julgar isso?
Será que o cachaceiro é melhor que o maconheiro?Acho que não.
Se for perguntado tanto a usuarios de alcool ou maconha o por que deles usarem tais drogas os motivos serão essencialmente os mesmos:Pra relaxar,pra curtir,pra ficar doidão e bla bla bla...
se os motivos são basicamentes os mesmos e os efeitos basicamentes os mesmos,por que a visão legal que se tem não é basicamente a mesma?Interesse?falta de interesse?visão cultural obsoleta?
O bom seria se as pessoas tivessem capacidade de escolher usar tal coisa ou não por terem EDUCAÇÃO,INFORMAÇÃO e por consequência dessas duas formarem OPNIÃO sobre a tal coisa,enão simplesmente por que alguem disse que é errado ou proibido.
Por enquanto acho que é isso.

Paz...