sábado, 18 de julho de 2009

Agradecimento e indignação

Gostaria de agradecer a todos os amigos e amigas que se solidarizam ao meu lado sobre ao ocorrido no último sábado, no Bar Escritório quando fui agredido por seguranças.

Não tenho palavras para descrever a minha revolta, porém ao mesmo tempo fico feliz de saber que estou ao lado de pessoas verdadeiras, amigos e amigas que lutam pela mesma causa que eu. Gostaria de agradecer a todos os blogueiros que noticiaram o fato, aos que se solidarizaram mandando o acontecimento para os e-mails. Afinal, eu pouco tive tempo para entrar na internet, pois tive que correr atrás dos meus direitos como cidadão, e quando ví que todos os amigos da rede noticiaram o fato e estiveram ao meu lado não pude ainda descrever o meu agradecimento.

Ainda quando lembro dos seguranças me enforcando dentro do estabelecimento, e correndo atrás de mim fora dele, juntamente com seguranças do estacionamento, eu estava sozinho e não sabia o que fazer, não sabia o que dizer para que parassem de me agredir, e como trogloditas, sem ao menos ter motivos me chutavam, me esmurravam, até mesmo depois que caí no chão. Agora vejo que não estou sozinho, e vou ir até o fim.

Já recebi informações de que a Empresa que efetua a segurança é a Proseg, porém muitos outros me passaram informações de que são próprios POLICIAIS que trabalham no estabelecimento. E estaremos averiguando todas essas informações, pois sejam seguranças privados ou policiais, eles devem manter a segurança, e não ocasionar uma violência mostruosa, contra uma pessoa indefesa.

Quanto a imprensa de Londrina, estou entristecido profundamente, nenhum meio de comunicação se manifestou, fui atrás e não quiseram, ou não puderam se manifestar, até mesmo quando gravei uma entrevista, não colocaram no ar. Agora eu pergunto, porque? Porque a imprensa de Londrina se omite perante os fatos, não apenas no meu acontecido, mas em todos os fatos que ocorrem neste mesmo estabelecimento, que como eu já soube são muitos. Porém suplíco a todos que também já foram agredidos no Bar Escritório, que me procurem.

Essa situação não pode continuar.

Agradeço mais uma vez a todos que se sensibilizaram, afinal, todos nós estamos sujeitos a esse tipo de violência gratuita, temos que alertar a sociedade, pois isso não pode continuar, porque depois, amanhã isso pode acontecer com qualquer um.
Muito obrigado, e estarei correndo atrás dos meus direitos até o fim.

Abraços a todos.



5 comentários:

J A B U R U disse...

Isto mesmo Arthur, corra mesmo atrás de seus direitos, todos estamos sujeitos a este tipo de violência, quanto a Impremsa Londrinense não tenho nem palavras para me expressar, más parecem ter o rabo preso, quase nunca divulgam denuncias de muitos estabelecimentos, preferem muitas vezes o sensacionalismo, lebro a eles que falar da dor e dos descasos tem dado mais ibope do que falar do amor, embora não se falam de amor também, isto que aconteçe, sabe né, conseguem dar jeitinho em tudo, haverá um dia que a mudança reinará em Londrina, e tudo será publicado, discutido e cobrado, fique com Deus, e que Deus possa te dar forças nestes procedimentos sim.

Historicizando disse...

Quanto a imprensa de Londrina, estou entristecido profundamente, nenhum meio de comunicação se manifestou, fui atrás e não quiseram, ou não puderam se manifestar, até mesmo quando gravei uma entrevista, não colocaram no ar. Agora eu pergunto, porque?

Porque é fato meu amigo:

Imprensa sobrevive de comerciais.

Vou simplificar:

Dinheiro na mão, calcinha no chão.

Abraços.

Ps: Minha bebê nasceu na última segunda dia 13, assim que der vamos marcar alguma coisa, com certeza não no Escritório.

Abraços!

Roberto Ortega disse...

Arthur, melhoras e que a justiça seja feita!

Abraços!

Almir Escatambulo disse...

estamos ai para isso Arthur, precisamos acabar com essa baixaria que se instalou no nosso pais que é achar que tudo fica impune, não é assim não... vamos acabar com essa bderna....

abraços

Aecio disse...

É meu amigo, isso não é fácil. Agora a imprensa assim como vários seguimentos/empresas de nossa cidade, estão de rabo preso mesmo. Nossa cidade é uma sujeira que só, e quem acaba sendo prejudicado somos nós.Muitos ficam ai na TV/Rádio falando que mostram que falam sem medo, será que não tem medo mesmo?