quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Aos leitores

Primeiramente, quero pedir desculpas aos meus amigos, e familiares. Aos meus leitores.

Mas antes, gostaria de fazer uma observação.
Fiz algo errado. Cometi um erro, fiz besteira, em um momento de bobeira, que meu sangue subiu à cabeça, e cometi algo no qual sou contra. Causei um mau, e sei disso, as coisas não devem se resolver de tal forma, mas um momento achei devesse. A placa era de um político, que como muitos, ilegalmente, também colocaram propaganda no canteiro público, poluindo a cidade, enfeiando e obstruindo a passagem das pessoas, tudo de forma irregular. Isso não dá condição a ninguém de fazer o que aconteceu. Mas como eu disse, infelizmente, aconteceu. E não irá se repetir.

Só queria fazer uma pequena reflexão, aos que punem, pela internet.
Um político corrupto, quando rouba, não rouba apenas dinheiro, faz muito mais do que isso.

Um político corrupto rouba sonhos. Ele rouba o futuro das pessoas, e principalmente das mais pobres. Ele tira o pouco de dignidade que todos os cidadãos de uma nação tem por direito, perante a Lei.
É graças ao político corrupto, que temos uma polícia totalmente despreparada, com cadeias lotadas de presos, um sistema carcerário onde não há recuperação. É graças à ele que a falta de segurança aumenta todos os dias nas cidades.
É graças a esses políticos corruptos, que muitos dormem sem ter o que comer. Que muitas crianças crescem sem nunca ter estudado, ou então, que tenham uma escola pública de baixa qualidade.
Graças à ele, que muitos não tem onde morar, que muitos não tem onde dormir.
Um político corrupto, rouba a chance de um jovem ter um bom emprego, ele rouba os estudos de uma criança, ele rouba a saúde, a segurança, a educação, a dignidade. Ele rouba vidas. Vidas que se perdem, sem mesmo ter alguma chance, alguma oportunidade. Ele rouba a esperança de toda uma cidade, de todo um país.

Meus pais me deram educação, me deram um lar, me alimentaram, e me deram uma oportunidade de ter uma vida digna, ou que possa lutar para isso. Muitos jovens da minha idade, não tiveram a mesma oportunidade que eu. Muitos jovens da minha idade, passarão por esta vida sem ter chance de escolher algo melhor, sem ter a mesma oportunidade de viver com dignidade. É o mínimo que qualquer cidadão deve ter. E muitos, não tem.

Eu, enquanto cidadão brasileiro que acredito no futuro da minha nação, que acredito que a política pode e deve ser um instrumento de igualdade e usada para o bem. Que podem existir, e existem bons políticos que possam mudar essa realidade, assim, jamais posso baixar a cabeça para irregulares de homens que a usam como jogo de poder, que são pagos por nós, não para nos enganar, e sim, contribuir de forma coerente e comprometida com as pessoas.

Peço desculpas novamente, pelo ato que me encorajei fazer. E que não se deve fazer. Que não dá razão, e não dá moral à ninguém. Mas ao mesmo tempo, peço que reflitam.

Há coisas que fazemos por impulso, por algo que você acredita, por aquilo que você luta. Outras são por ganancia, daqueles que deveriam nos dar o exemplo.

Abraços à todos.

Arthur Montagnini

7 comentários:

Anônimo disse...

Aplausos silenciosos.

Anônimo disse...

Você fez algo que muitos gostariam de ter feito. Mas como você disse, infelizmente não podemos agir por impulso, mesmo diante desses absurdos.
Fico feliz em saber que ainda tem jovens que não aceitam a política atual. Você, com sua 'inquietação política', se torna um exemplo para todos nós, já que nossa geração se mostra tão acomodada e alienada diante do cenário político em que vivemos.

Talita Oriani

Khaell TFA disse...

eeeeee meu irmão, só vc mesmo hahahahahaha, eu nao te incrimino e tenho certeza de q ngm te incrimina da sua atitude, pelo contrario, estamos todos do seu lado!!


se cuida guerreiro
abraço

Anônimo disse...

Para informar ao povo - Henry Thoreau já dizia que devemos praticar a desobediência civil.
Você foi por impulso atacar um corruPTo que não estava ali, estava uma placa plástica irregular.
Vai saber quem pagou por esta placa... com certeza não foi você.
Vai que é tua... vida, limpa e honesta.

Rafael disse...

Meu amigo Arthur, não tem como te reprimir pelo que fez, fico até de certa forma comovido a fazer o mesmo com placas que vemos por ai de forma irregular, mas como vc mesmo disse, não é o caminho, vc não deve se culpar, se desculpar é bem diferente, é bem verdade que na pratica o discurso bonito que eu, você e outros fazemos nunca existiu, a tão pregada reforma política jamais estave perto de acontecer, só peço a Deus que se um dia um de nós estivermos la, no lugar destes, não tenhamos as mesmas atitudes que eles tem, tenho comigo que se quero realmente mudar e não apenas ficar falando em mudança eu tenho que ir e fazer melhor, e com certeza acredito que qnd chegar a nossa vez, nós vamos ter coragem para por em pratica o que hj discursamos, pois, eu não quero que seja apenas discurso...estou com vc...abraços

zero disse...

Não entendo como puderam proibir distribuição de brindes, como bonés e camisetas, e ainda permitem esse tipo de propaganda agressiva que são as placas de rua. Uma camiseta com marca de candidato pelo menos servia pro cara se vestir. Agora, essas placas, servem pra quê, além de sujar a cidade? Sem falar nos malditos carros de som... Parabéns pela atitude, mas, da próxima vez, para evitar problemas, vc pode desopilar o fígado fazendo que nem os caras deste site: http://sujosuacara.tumblr.com/

ALINE FRIZON disse...

Aeeeee arthur!!!!!!!

Poxa, já dava pra pedir sua licença poética: queimando cartazes na próxima bienal.
Gil Vicente, apresentou seus autorretratos executando líderes mundiais.... mto bom!) Pq não queimá-los agora??
E muitos ainda criticam como ato de vandalismo, pq são induzidos e estimulados pela própria burguesia reacionária, que tem intenção de defenderem apenas seus interesses. (pequenas marionetes!)
Mesmo vivendo em uma sociedade tão "democrática" somos totalmente censurados quando queremos nos opor às sujeiras políticas, enfim, não se pode mais expressar seu descontentamento político,eles querem mesmo é que sejamos meros espectadores deste circo eleitoral brasileiro!