terça-feira, 21 de abril de 2009

O Transporte coletivo de Londrina

Aproveitando o gancho da postagem abaixo sobre os manifestos contra a extinção da linha de ônibus na Zona Sul, me lembrei também, da dificuldade que os usuários de Londrina tem quando vão "pegar um ônibus" na cidade.

Mesmo Londrina tendo um transporte coletivo considerado bom, por muitos, ainda existe uma carência muito grande. Para ter noção disso, basta utilizar o serviço.

Os casos são dos mais variados tipos, desde atrasos nos horários, valor alto da passagem, micro-ônibus em horários de grande movimentação, lotações, falta de ônibus, entre outros problemas.
Como eu disse, falar do problema é fácil, o dificil é vivenciá-lo todos os dias.

O Rabisco ouviu pessoas, que utilizam o transponte coletivo todos os dias, para saber o que estas pessoas tem a dizer sobre o serviço prestado:

Bárbara Tapajós, 18 anos, usuária das linhas 601, 501, 311:
"Falta de segurança, higiene e reforma! Quem entra no terminal a noite esta sujeito a ser roubado. Além dos atrasos que ocorrem por falta de ônibus e super lotação, existem linhas que faltam ônibus, como 501 às 18:00 ninguém consegue se mover dentro do ônibus, e ainda falam em aumentar o valor da passagem, isso porque o políticos não andam de ônibus."

Eder Guina, 20 anos, usuário da linha 105:
Eu uso a linha 105 do São Pedro. Simplesmente é terrível ter que usar o transporte coletivo de Londrina, acho uma vergonha para uma cidade desse patamar, voltando do serviço e ainda ter que andar em um ónibus lotado, fedendo e atrasado! E pra piorar, eles mandam ônibus pequenos, e temos que dividir ainda com os alunos dos colégios que pegam ele para ir e voltar.


Isso mostra o quanto as pessoas reclamam do transporte coletivo londrinense, e se estão reclamando é porque algo está errado. Só espero que não tenha nenhum aumento em vista.

...
Aproveitando o gancho do usuário da linha 105, a linha 105 São Pedro é uma das linhas que eu uso para voltar da faculdade,
todos os dias, por volta do meio-dia. Essa é uma das linhas que ocorrem problemas, pois nos horários de grande fluxo de pessoas circulam apenas micro-ônibus, e os usuários vão espremidos, sem quase poder se mover, o que deixa grande parte dos usuários nervosos e estressados, todos reclamam, porém até agora nada foi feito para a melhoria.

O Rabisco Londrinense tomou a iniciativa, e está colhendo assinaturas e comentários de usuários que será entregue a CMTU, pretendo discutir um meio de melhorar os horários das linhas 105 São Pedro.

4 comentários:

G.T.O Papo REto disse...

Realmente depender do transporte público é um caos,quem tem que dar um passeio de ônibus certamente é o Diretor da TCGL juntamente com o presidente da CMTU,já que acham viável o aumento da passagem...Alias é só isto que aumenta!Pois as condições continuam péssimas.Inclusive na linha 103(superlotação nos horários de pico),sendo que nas linhas paralelas a mesma 102 e 104 as pessoas dispõem do atendimento de três ônibus.

André Rodrigo disse...

Cara eu o parabenizo, mas tenho que ser realista. Você entregar esse pedido na CMTU ou na porta do Papai Noel dará na mesma.

Sugiro que usem nas portas dos coletivos a mesma frase que sugerí para as entradas da cidade.

"Deixai toda esperança, ó vós que entrais!"
Dante Aligheri, Inferno, Canto III

O problema do transporte em Londrina chama-se Câmara de Vereadores. Só a Câmara "podería" resolver. Do contrário nada mudará! E tende a piorar agora.

Vou mais além, temos que reorganizar a "sociedade organizada" que está desorganizada em Londrina.
Reiniciar os protestos e levantar as bandeiras de lutas jogadas ao chão pelos novos adeptos do Mercenarismo que antes defendiam alguns traços do socialismo.

Arthur Montagnini disse...

Grande André

Infelizmente eu concordo com vc, e sei que não servirá muito o pedido, porém ele servirá apenas para chamar a atenção, pois logo haverá uma manifestação maior, usando outro tipo de "argumento"..rs Aquele que nós sabemos que não resolve, mas faz barulho. rs

Concordo plenamente com vc, devemos levantar as bandeiras novamente, pois a luta não acaba.

Valeu meu amigo!
Abraços.

Bárbara Tapajós disse...

Bom dependendo ou não dos vereadores ou do diretor da TCGL, não podemos abaixar as nossas cabeças e esperar que nada aconteça, se queremos respeito em relação ao funcionamento do transporte público temos que correr atrás e lutar pelos nossos direitos de cidadão!