terça-feira, 17 de agosto de 2010

Justiça sendo feita

E para uma semana em que justiça foi feita, venho esclarecer para os amigos e amigas que acompanharam o caso de quando fui espancado no Bar Escritório, em julho do ano passado, que a justiça foi feita. Para quem não se lembra, pode ter acesso das postagens na época: post1, post2 e post3.

Embora não seja como deveria, e não da forma que gostaríamos, com os culpados sendo punidos, de qualquer forma o estabelecimento foi punido pela agressão. Gostaria de mais uma vez, agradecer os amigos blogueiros que na época derão uma grande ajuda e força divulgando o ocorrido, que as mídias convencionais, por conta de rabo preso, não fizeram. Agradeço os amigos que ajudaram e estiveram do lado.

É digno saber que sou um dos primeiros a realmente processar e seguir à diante com o processo contra um estabelecimento deste nível na cidade, pois um ocorrido como este é quase que normal nestes estabelecimentos, e muitas vezes, por medo ou impunidade, as pessoas preferem não seguir em frente.
Eu não poderia deixar isso acontecer, e quero lembrar a todos: tomem cuidado com os lugares que frequentem para o divertimento em Londrina. Espero que isso seja levado como lição, tanto para este estabelecimento quanto para os outros, para que o ocorrido comigo, jamais se repita com outra pessoa, pois é algo humilhante e desumano, ninguém merece passar por isso.

Vamos torcer para isso não volte a ocorrer na cidade de Londrina, com pessoas inocentes. E que se acontecer, que o Ministério Público haja, na tentativa de coibir estes atos e punir os envolvidos.

3 comentários:

Lorena disse...

Arthur, que bom que houve consequência contra o que aconteceu com você, mas eu gostaria de saber o que aconteceu. Qual foi a decisão?

Beijos

Susana disse...

Arthur, não tinha conhecimento do que havia ocorrido, sinto muito. Sinto mais ainda por pessoas que insistem em agir de forma errada e sendo bonificada$ por isso. Espero que se sinta melhor com a decisão.
Não podemos deixar passar barato o que há de errado.

Marcel disse...

Apesar dos pesares, parabéns pela causa!